Descubra qual é o seu tom de loiro ideal com: colorimetria, subtom de pele e cartela de cores.

“Para ter o loiro ideal é preciso ter a pele branca”. Por muitos anos, essa ideia foi plantada em diversos canais de comunicação. Mas engana-se quem ainda acredita e concorda com essa frase. Afinal, o loiro possui diversas tonalidades que harmonizam com diferentes tons de pele.

O loiro é capaz de iluminar o rosto e realçar a beleza natural das mulheres, desde que seja escolhida a tonalidade ideal de acordo com o subtom de pele. Além disso, existem muitas variações que podem ser feitas, desde luzes suaves até colorações mais ousadas.

Cabelo em processo de descoloração para o loiro ideal

Desconstrua essa ideia de que apenas um determinado grupo de pessoas pode realizar a conquista dos cabelos loiros. Existem exemplos na mídia como Paola Oliveira e Giovana Ewbank que acertaram na mudança.

Mas para isso é importante considerar 3 pontos: colorimetria, subtom de pele e cartela de cores. Entendendo o que eles são e como podem ajudar, dúvidas não vão existir na hora de escolher o tom ideal, e também será mais fácil de receber as sugestões do profissional de beleza.

Entendendo a colorimetria

A colorimetria capilar é um estudo que analisa as tonalidades e nuances de todas as cores possíveis de cabelos, além de entender como elas podem atuar juntas. O principal objetivo dessa técnica é conseguir colorações cada vez mais precisas.

Primeiro, você deve entender que a descoloração de um cabelo acontece de forma gradativa.

Imagem ilustrativa com 7 retângulos do mesmo tamanho. O primeiro retângulo com a cor vermelho, seguindo uma sequência gradativa até chegar na cor amarelo claríssimo
Sequência gradativa de descoloração

Partindo desse ponto, o profissional vai analisar o fundo de clareamento e definir o neutralizador que deve ser utilizado. Analisando a roda de cores, será possível realizar esse processo.

Figura da roda de cores utilizada para definir o loiro ideal
Roda de cores (color wheel)

Essa parte é extremamente importante, pois o fundo de clareamento vai guiar a escolha do neutralizador correto para conquistar a cor desejada. Mais a frente você vai entender a roda de cores na prática.

A importância da colorimetria para escolher o loiro

Com a colorimetria, o cabeleireiro consegue alcançar a cor tão desejada de forma harmônica. Isso significa que ele vai considerar os desejos do cliente e, ao mesmo tempo, analisar as cores ideais.

Outro ponto importante é que a neutralização do fundo de clareamento será feita corretamente. É aqui que a roda de cores entra em ação com as cores opostas.

Demonstração da roda de cores utilizando as cores opostas para encontrar o loiro ideal
Demonstração da roda de cores utilizando as cores opostas

Essa técnica pode prever o resultado de uma cor no cabelo antes da aplicação de fato, além de mostrar qual será a melhor opção para o tom de pele.

Dessa forma, as chances de ocorrer um erro são bem menores e danos ao cabelo são evitados. Afinal, as chances de fazer correções são quase nulas. Olha esse antes e depois de uma cliente que não sabia o que fazer.

Antes e depois de uma correção de cor para conquistar o loiro ideal
A colorimetria evita que o erro da primeira imagem aconteça

No final deste artigo, você vai entender que não é apenas escolher uma caixinha na perfumaria e aplicar a tinta. Além de analisar as cores, o profissional define a cor-base pretendida e as nuances que podem ser feitas.

Entendendo o subtom de pele

O subtom de pele é a nuance por trás da cor predominante. O tom de pele pode ser percebido facilmente, enquanto o subtom não é tão “óbvio” de forma visual.

Imagem com três mulheres, da esquerda para a direita: uma mulher branca, uma mulher negra e uma mulher asiática

Até mesmo a classificação de ambos será diferente: o tom de pele pode ser claro, médio ou escuro. Já o subtom é determinado como quente, frio ou neutro.

A importância do subtom para escolher o loiro

Há 2 resultados importantes que o subtom de pele entrega: equilíbrio e harmonia.

Um determinado tom de loiro pode destacar a pele de uma pessoa, promovendo uma aparência mais jovem e viva. Mas ao mesmo tempo, pode deixar a pele de outra pessoa pálida e trazer um aspecto de velhice.

Imagem com duas mulheres demonstrando que o mesmo tom de  loiro pode responder de forma positiva em uma e negativa na outra.

O subtom representa a temperatura da pele. Assim, o ideal é sempre optar por um tom de loiro com temperatura semelhante ao subtom. Por exemplo: quem possui o subtom de pele frio é melhor fugir de tons de loiros muito quentes.

Imagem com algumas opções de loiros quentes, na sequência: loiro dourado, loiro mel, loiro caramelo e loiro acobreado
Opções de tons de loiros quentes
Imagem com algumas opções de loiro frios, na sequência: loiro champagne, loiro acinzentado, loiro perolado e loiro platinado
Opções de tons de loiros frios

Descubra o seu subtom de pele

Existe um teste que pode ser feito facilmente na luz do dia para descobrir o subtom de pele. Analise as veias do pulso e verifique a tonalidade que elas apresentam, conforme a imagem a seguir.

Imagem ilustrando os subtons de pele, da esquerda para a direita: subtom de pele frio - veias azuis e arroxeadas, subtom de pele neutro - veias azuis e esverdeadas, subtom de pele quente - veias verdes e amarronzadas

Se as veias estão mais azuladas e arroxeadas, então o subtom de pele é frio. Mas se perceber uma nuance azul-esverdeada significa que o subtom é neutro. Por fim, para saber se é quente é preciso ter tons esverdeados.

Entendendo a cartela de cores

A cartela de cores é resultado do estudo de coloração pessoal. Por meio de um teste de cores realizado de forma comparativa, é possível descobrir quais cores harmonizam com o seu subtom de pele e contraste entre cabelo, pele, olhos e sobrancelhas.

Imagem com uma mulher segurando varias cartelas de cores que representam o estudo de coloração pessoal.

Além disso, também pode-se identificar qual característica daquela cor é mais harmônica para você. Por exemplo: o vermelho pode ser aplicado na sua cartela de cores pela profundidade, temperatura ou intensidade.

A importância da coloração pessoal na escolha do loiro

Por meio de uma cartela de cores ideal você pode conquistar um tom de loiro que evidencie uma aparência saudável, jovial e iluminada, além de disfarçar marcas de expressão e olheiras.

Imagem com 3 atrizes loiras que acertaram no tom, da esquerda para a direita: Jennifer Lawrence, Emma Stone e Selena Gomez.

O profissional vai analisar, além do subtom de pele, a cor dos olhos, da pele e da sobrancelha para definir o loiro ideal. Hoje existem diversas variações de loiros, que podem ser mais dourados, esverdeados ou arroxeados.

Por exemplo: se eu tenho o subtom de pele quente, logo eu devo optar por loiros mais quentes, podendo ser: loiro dourado, mel, acobreado, caramelo e entre outros.

Assim, a coloração pessoal vai te mostrar as opções de loiros mais harmônicos com a sua cartela de cores.

Loiros que deram certo e errado

1. Paola Oliveira (ideal)

Imagem da atriz Paola Oliveira mostrando o antes e depois, de morena para loira.

A atriz conquistou uma aparência mais jovem e viva com esse loiro.

2. Anita (não ideal)

Imagem da atriz Anita mostrando o antes e depois, de morena para loira.

Com esse tom de loiro, a pele ficou mais apagada e o visual sem vida.

3. Bruna Linzmeyer (ideal)

Imagem da atriz Bruna Linzmeyer mostrando o antes e depois, de morena para loira.

Atriz acertou em cheio! Perceba que as sobrancelhas ficaram suaves.

4. Angelina Jolie (não ideal)

Imagem da atriz Angelina Jolie mostrando o antes e depois, de morena para loira.

Na primeira imagem, o olhar da atriz é mais vivo e a pele mais quente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *